Tratamento cirúrgico para apendicite

O tratamento cirúrgico da apendicite consiste em um procedimento chamado apendicectomia. Nas formas não complicadas de apendicite, a apendicectomia é uma intervenção cirúrgica simples. A maioria dos pacientes responde bem ao tratamento cirúrgico da apendicite e se recupera completamente poucas semanas após a operação. No entanto, se o tratamento da apendicite for atrasado, as chances de recuperação são consideravelmente reduzidas. 

 

A apendicite afeta cerca de 6-7 por cento da população nos Estados Unidos e na Europa. No entanto, as estatísticas indicam que nos últimos anos o número de pessoas diagnosticadas com apendicite diminuiu consideravelmente. O desenvolvimento de apendicite é facilitado por dieta inadequada. Um estilo de vida saudável e uma dieta rica em fibras podem ser úteis na prevenção da apendicite. A apendicite pode ser desenvolvida por qualquer pessoa, em qualquer idade. No entanto, as formas agudas da doença ocorrem principalmente em crianças e adolescentes (de 3 a 15 anos) e também em pacientes mais velhos (acima de 50 anos). 

 

Apesar do avanço médico e da abundância de medicamentos disponíveis atualmente, o tratamento recomendado para apendicite continua sendo a apendicectomia. Embora em casos simples da doença os médicos possam prescrever antibióticos, o tratamento mais seguro para a apendicite ainda é considerado cirurgia. O fato é que antibióticos e outros medicamentos não podem desbloquear o apêndice sem causar danos internos e, por esse motivo, a forma mais razoável de tratamento para a apendicite é a intervenção cirúrgica. Se a presença da doença for descoberta a tempo, a apendicectomia é a opção mais segura atualmente disponível no tratamento da apendicite. 

Contrate Clinipam Jaragua do Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *